quarta-feira, 24 de dezembro de 2014

Polícia de Sorocaba aponta responsável pela morte de policial militar na feira da Vila Angélica

O homicídio do policial militar Alexander Pontes Rodrigues, 27 anos, ocorrido no dia 2 de março de 2014, foi esclarecido pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG). O autor do crime é o adolescente Michel Rodrigues de Siqueira, 17 anos, morto durante troca de tiros com a Polícia Militar, dez dias depois. A hipótese é de que o menor tenha matado o PM para “pagar uma dívida” com uma facção criminosa. 

Alexander trabalhava no setor administrativo do Comando de Policiamento do Interior (CPI-7). Na manhã do crime, ele estava numa feira-livre, na Vila Angélica, aproveitando seu horário de folga. O policial parou em uma barraca de pastel, quando foi surpreendido por dois indivíduos que chegaram em uma motocicleta e lhe disseram: “Hoje o jogo virou e você vai morrer!”. 

O agente deitou-se no chão e clamou por sua vida, mas foi alvejado por oito tiros, causando hemorragia interna aguda e morte instantânea. Segundos depois, a dupla fugiu levando a arma que Alexander carregava. 

Após o registro do caso, a equipe do setor de homicídios da DIG localizou uma testemunha, que relatou ter pensado que os jovens queriam roubar o policial, uma vez que a feira já estava em horário de encerramento. Em seguida, ela notou que os criminosos dirigiram-se diretamente a Alexander. Ela abaixou-se com medo de ser atingida e depois ouviu diversos disparos. 

A testemunha afirmou que ficou bem próximo do rapaz que disparou contra o PM, o que possibilitou que ela conseguisse notar seus traços físicos e reconhecesse, através de fotos, a pessoa de Michel Rodrigues Siqueira. 

O delegado titular da DIG, José Humberto Urban Filho, relatou que a polícia desconfia de que o jovem participava de uma facção criminosa e tenha executado o oficial para ter uma dívida pessoal “perdoada”. Isso demonstra que, no dia 12 de março, o mesmo autor deste homicídio tentou matar um guarda civil, que estava num posto de combustíveis, na Avenida Itavuvu, no Jardim Santa Cecília. 

Na ocasião, o adolescente chegou ao estabelecimento com outro menor, trafegando em uma moto Honda CG cinza. Sem anunciar o assalto, ele tentou atirar contra o GCM, que conseguiu esconder-se. Não atingindo o objetivo, a dupla fugiu, mas foi perseguida por policiais militares, que faziam patrulhamento pelo bairro.

Os jovens foram vistos na esquina da Avenida Itavuvu com a Rua Orlando de Souza Moraes. Ali, um deles atirou contra a viatura, mas não feriu ninguém. Outras guarnições da PM prestaram apoio e uma delas seguiu até a Rua Antonieta Silva Gomes, no Jardim Eucaliptos.

Naquele momento, eles trocaram tiros com os policiais, que revidaram. Os menores acabaram baleados e morreram no local.  Conforme o delegado Urban, um dos adolescentes mortos era Michel, que já possuía extenso histórico criminal.

Reproduzida do Site Diário de Sorocaba.

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Desfecho do Crime - Justiça decide destino do homem que matou a mãe na Clínica Aliança, em Salto de Pirapora

A Justiça de Salto de Pirapora decretou internação por período indeterminado e reavaliado a cada dois anos, ao homem acusado de matar a própria mãe, no início da tarde de 07 de julho de 2013, no interior da Clínica Aliança, Bairro Itinga, em Salto de Pirapora.

Depois que analisaram o laudo do incidente de dependência química e ouviram o réu durante a instrução criminal, o promotor e a juíza estão convencidos de que o homem sofre insanidade mental causada pelo uso excessivo de droga (réu inimputável).

Ao ser ouvido em juízo, Luiz Fernando Borges de Freitas, 44 anos, repetiu o que disse quando esteve preso após o crime na Delegacia. Afirmou que matou Eleuza Avelar Hossne, 65 anos, asfixiada com as mãos e aplicando-lhe golpes com barra de ferro na cabeça porque ela não era sua mãe.

Luís Fernando
Segundo ele, a mulher era uma impostora que tentava se passar por sua mãe; disse ainda que sua mãe teria falecido há mais de 20 anos. Luís Fernando é morador da capital paulista, quando assassinou a mãe, ele estava internado na Clínica Aliança para se recuperar do uso de drogas; o tratamento era pago por familiares dele

Após aplicação da medida de segurança, no dia 12 de dezembro de 2014, Luís Fernando será transferido da unidade prisional para um manicômio judicial (só deve sair de lá se sarar).


Quem comete crime está sujeito a pão de angústia e água de amargura.

sábado, 20 de dezembro de 2014

Ladrões roubam motocicleta e dinheiro em Salto de Pirapora, mas um é capturado por guardas civis e recupera a moto e o dinheiro

No sábado pela manhã (20/12), um comerciário compareceu na base da Guarda Civil de Salto de Pirapora e reclamou que seu patrão, dono de materiais para construção sofreu assalto por dois indivíduos que levaram sua motocicleta XRE 300 de cor vinho, R$ 1.500, e um celular. 

Guardas anotaram as características da moto roubada e dos dois suspeitos, que chegaram para assaltar numa motocicleta YBR. Patrulhando pelo Bairro São Manoel, os guardas avistaram a moto roubada e tentaram abordar o motoqueiro, mas o condutor fugiu em direção à Rodovia João Leme dos Santos (SP 264).

Houve acompanhamento ininterrupto, o condutor perdeu o controle da motocicleta e caiu do veículo, sendo abordado em seguida. Vanielson de Oliveira Bertucci de 23 anos, residente no Bairro Teixeira na mesma cidade, foi detido e levado ao pronto-atendimento da Santa Casa de Salto de Pirapora. Além da moto, os guardas encontraram em  poder de Vanielson Bertucci, um revólver calibre 32 e uma carteira contendo a quantia de R$ 670,00. 


O delegado Gilberto Montenegro ratificou flagrante de roubo (artigo 157 do Código Penal). O outro indivíduo que pilotava a moto YBR também foi avistado pelos guardas, mas ele conseguiu escapar; às autoridades tentam identificá-lo. Vanielson é ex-funcionário da casa de materiais para construção, ele seria encaminhado ao sistema prisional de Sorocaba ou cadeia de São Roque.  

Não dá para viver sem notícia.

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

O caso do tenente da PM de Sorocaba detido por posse de drogas e arma

O comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar de Sorocaba, o tenente-coronel Marcos Ramos informou na quarta-feira à tarde (17/12) o fato que gerou a detenção do tenente Marcio Lopes de 31 anos. A Corregedoria da Polícia Militar informou ter recebido denúncia de que o tenente portava ilícitos no carro dele ou em locais que ele guardava seus pertences dentro do 7º Batalhão.

No final da tarde de terça-feira (16/12), quando o tenente Márcio Lopes chegou para iniciar sua jornada de trabalho, dois capitães pediram-lhe a chave do armário e o convidou para acompanhar abertura do seu armário, onde encontraram porções de maconha, cocaína, crack (somando 40 gramas) e um revólver calibre 32 sem numeração.

Realizando buscas no carro do tenente, os capitães encontraram munições diversas, ainda não há possibilidade de afirmar a origem das munições. Segundo informação do comandante do Batalhão, houve a detenção do tenente Márcio Lopes que foi apresentado na Delegacia de Investigações Gerais e depois encaminhado ao presídio Romão Gomes na capital paulista. O tenente não quis falar sobre sua conduta.

Ele responderá na Justiça Criminal por infração ao artigo 16 da lei 10.826/2003 (Estatuto do Desarmamento), e na Justiça Militar por infração aos artigos 290 e 303 (peculato e posse de drogas) e administrativamente podendo sofrer expulsão da Corporação.

O tenente Márcio Lopes ingressou na Polícia Militar de São Paulo em 2005, alcançou a patente de oficial subalterno em 2009. O oficial estava lotado no Comando de Força Patrulha do 7º Batalhão desde 15 de julho de 2014 e atuava como gestor de policiamento nas ruas. A investigação continua.

Marcio Lopes é morador de Sorocaba, antes de atuar no 7º Batalhão ele havia trabalhado no 5º Batalhão da Polícia Rodoviária em Sorocaba. “O caso nos deixou abalados, mas nossa atitude é de transparência ao ponto de punir cortando na própria carne” disse o comandante tenente-coronel Marcos Ramos.


Não dá para viver sem notícia.    

sábado, 13 de dezembro de 2014

Homem é preso em Salto de Pirapora sob acusação de tráfico

Uma viatura da Polícia Militar acompanhou uma caminhonete ocupada por dois homens desde a Praça Elpidio Marcelo até em frente a residência de um deles na Rua Virgílio Cilione, Bairro Santa Maria, em Salto de Pirapora.

Os policiais militares cabo Leite e cabo Ferri realizaram abordagem ao condutor do veículo Raimundo Medina do Azevedo e ao passageiro Edvan de Goes e encontrou com Raimundo Medina 30 gramas de cocaína acondicionadas em frasconetes, e a quantia de R$ 142,00 supostamente oriunda da venda de entorpecente.

Os dois homens foram levados para a Delegacia daquela cidade, durante o trajeto um homem que não se identificou acionou o celular de Raimundo Medina querendo adquirir duas armas que Raimundo Medina teria para vender.

O delegado Irani Barros liberou Edvan de Goes e prendeu Raimundo Medina por tráfico de droga (artigo 33 da lei 11.343/2006), ele também era procurado pela Justiça (não constou o artigo de sua condenação). O fato ocorreu na sexta-feira à tarde (12/12).

Notícia sem detalhe não é verdadeira, é suposição.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Os últimos procurados por causa do roubo na Fazenda Malabo, em Salto de Pirapora são levados ao chilindró

Lucas Thiago
Policiais militares de Salto de Pirapora capturaram dois indivíduos acusados de participarem do assalto na “Fazenda Malabo”, situada na Estrada do Bairro Piraporão, em Salto de Pirapora, na madrugada de 17 de outubro de 2014.

Lucas Thiago Mendonça e Juan Muniz Barreto, ambos de 23 anos, moradores no Parque Pirapora na mesma cidade estavam numa motocicleta no centro de Salto de Pirapora quando a polícia deteve os dois, na quinta-feira à tarde (11/12).

Segundo informação da polícia, os dois estão presos por cumprimento de mandado de prisão preventiva (artigo 157 do Código Penal), ambos são identificados pelas imagens do sistema de monitoramento da fazenda. Eles também estavam procurados por assaltarem um taxista, em 2012, naquele município. Após o registro de captura eles foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Sorocaba.
Juan Muniz


A polícia dá por encerrada a fase inquisitiva sobre o roubo na Fazenda Malabo, porque todos os suspeitos estão presos: João Paulo Virgulino, os irmãos Lucas de Jesus Santos e Marcos de Jesus Santos, Jackson Cassiano Bento, um adolescente de 17 anos, apreendido na Fundação Casa, e por último: Lucas Thiago Mendonça e Juan Muniz Barreto. 

Quem é vitima de assalto em Salto de Pirapora e reconhecer um deles (Juan ou Thiago) pode procurar a Delegacia daquele município para fazer reconhecimento por meio de foto. A polícia crer que eles são autores de outros assaltos no município.



Não dá para viver sem notícia

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Polícia de Salto de Pirapora captura o traficante Carlinhos do Teixeira

Carlinhos do Teixeira
Atuação conjunta da Polícia Militar e Polícia Civil de Salto de Pirapora resultou na captura do indivíduo considerado o maior traficante daquela cidade.

No final da tarde de segunda-feira (08/12) um agente policial percebeu movimentação estranha na área verde do Bairro Teixeira e dirigiu-se ao local disfarçando que queria comprar droga porque o local é apontado como ponto de venda de drogas.

Ao ter convicção que havia droga no local o agente abordou o indivíduo Carlos Eduardo de Camargo, 27 anos, mais conhecido por “Carlinhos do Teixeira”; três indivíduos que estavam no local fugiram. Segundo informação da polícia, Carlinhos do Teixeira estaria no local para fazer recolha do dinheiro do tráfico. A polícia apreendeu 20 porções de cocaína, 54 porções de crack e um tijolo de pasta base de crack.

Carlinhos do Teixeira que mora no mesmo bairro, foi levado para a Delegacia de Salto de Pirapora e após o flagrante por tráfico (artigo 33 da lei 11.343/2006), o delegado Irani Barros encaminhou o preso ao Centro de Detenção Provisória de Sorocaba. Em 2007 a polícia de Sorocaba prendeu Carlinhos do Teixeira pelo mesmo crime; ele esteve quase dois anos preso.


Aqui a notícia chega chegando.

Tentativa de homicídio no Bairro Cerrado, em Sorocaba

Dois moradores de rua desentenderam e entraram em luta corporal; um desferiu golpe com estilete no braço direito do desafeto.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência socorreu a vitima Antonio Galvão de 69 anos, e o levou ao pronto-socorro do Hospital Regional de Sorocaba.

O caso ocorreu no início da tarde de segunda-feira (08/12), na Avenida General Carneiro, Bairro Cerrado. Policiais militares foram ao local e ao indagar o suspeito Robson Carlos da Silva de 32 anos, ele confessou a autoria do delito.

A polícia apresentou o autor do delito no Plantão Policial Sul, onde foi indiciado e preso por tentativa de homicídio (artigo 121, parágrafo 2º combinado com artigo 14 do Código Penal).


O segredo da credibilidade é ser fiel ao fato.

Poucos escrivães e uma investigadora a Polícia Civil de Salto de Pirapora apresenta mais resultado de atuação e mais casos esclarecidos

Levantamento a respeito da atuação da Polícia Civil de Salto de Pirapora apresenta aumento de 21% no número de pessoas presas desde janeiro de 2014 até o final de novembro de 2014: mandados judiciais cumpridos por policiais civis, flagrantes pela Polícia Militar e pessoas detidas pela Guarda Civil.

A porcentagem é identificada confrontando número de pessoas presas em 2012, que registrou 163 pessoas detidas; em 2013 foram 166 detidos e até o final de novembro de 2014 houve registro de 200 pessoas detidas.

Os números são motivo para comemorar, mas o resultado de atuação poderia ser maior se houvesse mais funcionários naquela Delegacia, que vive realidade semelhante a tantas outras da região que operam com número insuficiente de policiais.

Conheça a estrutura administrativa definida pela Secretaria da Segurança

Portaria da Secretaria da Segurança Pública publicada no Diário Oficial de São Paulo, em 16 de julho de 2013, define estrutura administrativa da Delegacia daquele município estabelecendo: um delegado de 2ª classe, um delegado de 3ª classe, dois agentes policiais, três carcereiros, cinco escrivães e sete investigadores.

Atualmente existe um delegado, um agente policial, um carcereiro, dois escrivães e apenas uma investigadora (licenciada). Em 2013 foram instaurados 873 inquéritos, desse total 214 casos foram elucidados; em 2014 foram 952 inquéritos, sendo esclarecidos 280 casos, apontando mais produtividade em 30,9% comparando com o ano 2013.


Não dá para viver sem notícia.     

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Uma moça morta e dois feridos após colisão envolvendo carro e ônibus numa estrada de Sarapuí

Um automóvel Astra de cor preto com placa de Votorantim se envolveu num acidente com um ônibus na altura do km 05 da Rodovia Sesalpino Ferreira dos Santos Silva, Bairro Cabaçais, em Sarapuí.

O motorista do ônibus Jair Justino Gonçalves de 39 anos, morador de São Miguel Arcanjo e os passageiros do ônibus saíram ilesos do acidente. 

Os passageiros do Astra: Cauan Consoli e Monique Santos Trubian foram socorridos por uma ambulância do SAMU e levados ao Hospital Regional de Itapetininga.

Bianca Santos Trubian de 19 anos, que dirigia o Astra ficou presa nas ferragens e morreu no local. As vitimas moram no Pesqueiro Tiozão, em Sarapuí. O caso ocorreu no final da tarde de terça-feira (02/12), foi registrado pelo delegado de Sarapuí, Agnaldo Nogueira Ramos.


O segredo da credibilidade é ser fiel ao fato.